1. O projeto
O trabalho será desenvolvido pelo acadêmico Alan Bruno Caneppele, do 6º período de Agronomia, bolsista do CNPq na modalidade iniciação científica, sob orientação do professor Dr. Guilherme Braga Pereira Braz. Pretende-se avaliar o efeito da densidade populacional do capim-amargoso (Digitaria insularis) em área de soja cultivada em condições de Cerrado, quantificando a interferência populacional crescente de capim-amargoso sobre a cultura, e determinar a tolerância diferencial de cultivares de soja à interferência exercida pela planta daninha. A temática deste projeto é relevante devido o capim-amargoso estar listado entre as plantas daninhas que têm causado prejuízos nos sistemas brasileiros de produção de soja, por se mostrar resistente ao glifosaato e apresentar características de agressividade, tais como a formação de touceiras e elevada produção de sementes, além de possuir ciclo perene. Para tanto, serão instalados dois experimentos a campo, nos quais serão simuladas diferentes densidades de infestação de capim-amargoso em áreas implantadas com duas cultivares de soja.
 
2. Objetivos
Avaliar os efeitos da interferência do capim-amargoso (Digitaria insularis) em cultivares de soja de ciclo distinto semeadas nas condições edafoclimáticas do Cerrado brasileiro. Os objetivos específicos são: I) Quantificar o efeito que a interferência do capim-amargoso exerce sobre a cultura da soja em função de densidades crescentes de infestação desta planta daninha; e II) Determinar a sensibilidade de diferentes cultivares de soja à interferência imposta pelo capim-amargoso.
 
3. Resultados esperados
Entre os resultados que se espera obter com a execução do presente projeto, destaca-se: a determinação do real efeito da interferência do capim-amargoso sobre a cultura da soja, gerando informações que possam subsidiar a necessidade de se adotar práticas de manejo sobre o controle da planta daninha; estabelecer se a escolha da cultivar de soja a ser semeada em área infestada por capim-amargoso poderá atenuar a interferência desta sobre a cultura.
 
4. Contribuições e reflexões do projeto
A cultura da soja apresenta notória importância no cenário econômico, uma vez que há um grande número de produtores que dependem da exploração comercial desta oleaginosa para continuar atuando no setor agrícola. Cada vez mais, tecnologias estão sendo empregadas para alavancar os patamares de produtividade e reduzir as interferências que levam ao declínio gradual da produção. Em meio a isso, estão as plantas daninhas, as quais vêm causando prejuízos por todo o mundo, especialmente quando apresentam resistência aos herbicidas. Neste cenário, destaca-se o capim-amargoso, espécie que tem causado reduções na produtividade das mais variadas culturas, incluindo a soja. Os estudos em questão buscam quantificar o efeito da interferência do capim-amargoso sobre a cultura da soja, além de estabelecer se a escolha da cultivar de soja a ser semeada em área infestada por capim-amargoso pode minimizar os efeitos negativos desta planta daninha. A execução do presente projeto trará contribuições tanto no âmbito científico como tecnológico. Neste sentido, destaca-se a publicação e apresentação de trabalhos, além da formação e treinamento de aluno de iniciação científica. Com relação as contribuições tecnológicas, os resultados auxiliarão na conscientização dos efeitos negativos provocados pelo capim-amargoso na soja, fazendo com que medidas de controle sejam adequadamente empregadas.