» Depleção do fósforo em solo com 16 anos de aplicação de dejetos suínos

    

1. O projeto
 
O desenvolvimento da pesquisa visa avaliar o potencial fertilizante de dejetos suíno em Latossolo Vermelho distroférrico de textura argilosa e 4% de declividade. O projeto de pesquisa intitulado “Depleção do fósforo em solo com 16 anos de aplicação de dejetos suínos” será desenvolvido pela aluna Lawren Kristine de Oliveira Morais do 6° período do Curso de Agronomia sob orientação da Prof. Dra. Veridiana Cardozo Gonçalves Cantão e será avaliada a dinâmica do P em solo com aplicações sucessivas de dejeto suíno. A área experimental está localizada na Universidade de Rio Verde/GO, Fazenda Fontes do Saber e faz parte do projeto de Monitoramento Ambiental, parceria entre as instituições UniRV, Embrapa e Perdigão sob coordenação da Prof. Dra. June Faria Scherer de Menezes. Os tratamentos são constituídos pelas doses de aplicação: 0, 25, 50, 75 e 100 m3 ha-1 e mais um tratamento com adubação mineral.
 
2. Objetivos

Principal: Avaliar a dinâmica do fósforo em solo com 16 anos de aplicação de dejetos suínos. Específicos: Quantificar mediante análises químicas a depleção do solo o P em amostras de solo com aplicação de DS. Verificar se as adições de doses crescentes de DS aumentam a quantidade de fósforo disponível para absorção das plantas. Verificar se a adição de DS aumenta o teor de P no solo em profundidade. Avaliar se a adição de DS diminui a adsorção de P no solo.
 
3. Resultados esperados
 
Espera-se que os resultados obtidos neste trabalho possam evidenciar o potencial que os dejetos de suíno apresentam em aumentar os teores de fósforo no solo e consequentemente reduzirem as perdas do mesmo por adsorção. Acredita-se que depleção do P será mais dificultada pela presença do DS no solo. Sendo assim, as estratégias para adubação fosfatada do solo poderá passar por uma reavaliação de modo a se dar mais ênfase no uso dos DS, nos sistemas de produção agrícola.
 
4. Contribuições e reflexões do projeto

Os resultados obtidos neste trabalho poderão ser um estimulo para o uso de dejetos suínos na agricultura, acarretando na redução do descarte de resíduos em locais inadequados, pois os mesmos são possíveis causadores de poluição ao meio ambiente quando manejados inadequadamente. Por outro lado, comprovando-se o potencial fertilizante destes materiais, há a tendência de serem utilizados de forma otimizada no campo levando os produtores a reduções no custo com fertilizantes convencionais.
 

NOSSOS CAMPUS
Campus Rio Verde
Fazenda Fontes do Saber,
Caixa Postal 104
Cep: 75901-970 - Rio Verde - Goiás Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Aparecida
Avenida das Palmeiras, chácaras 26 E 27,
Jardim dos Buritis
CEP: 74923-590
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h

Campus Caiapônia
Av. Ministro João Alberto, 310,
Nova Caiapônia, CEP: 75.850-000
Caiapônia - Goiás
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Goianésia
Rua 12, nº 288, Setor Sul, Prédio Sec. Mun. de Educação, 2º andar
Goianésia - Goiás
Cep: 76.380-000
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h