» CONHECIMENTO DOS IDOSOS SOBRE AS INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS
1. O projeto?
 
O estudo será realizado pelas acadêmicas Isadora Fernandes dos Reis, Natália Simiema Sacramento, Rita de Cássia Oliveira Saldanha e Camilla Luiza de Oliveira Barbosa, todas da Faculdade de Medicina da Universidade de Rio Verde – Campus Aparecida de Goiânia.
 
Trata-se de um estudo de caráter transversal analítico, com um grupo de idosos frequentadores de um Centro de Referência da Terceira Idade (CRTI) em Aparecida de Goiânia, Goiás; no período de agosto de 2017 a julho de 2018. Para coleta de dados serão aplicados dois instrumentos: um sociodemográfico e outro para avaliar o conhecimento do idoso sobre a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis e quais orientações ele tem recebido dos profissionais de saúde quando em contato com o serviço em qualquer nível de atenção.
 
2. Objetivos

Avaliar o conhecimento dos idosos frequentadores de um projeto da Terceira Idade, sobre a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis; além de conhecer o perfil dos idosos frequentadores do local e identificar se os idosos têm recebido orientações dos profissionais de saúde sobre a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis em suas consultas de rotina.
 
3. Resultados esperados
 
Ao fim desta pesquisa, espera-se conhecer o perfil dos idosos e o nível de conhecimento que eles possuem sobre a prevenção das IST, bem como identificar se esses idosos têm recebido as orientações adequadas dos profissionais da saúde sobre a prevenção dessas doenças. 

4. Contribuições e reflexões do projeto
Este estudo mostra-se relevante, visto que apresentará o perfil de idosos frequentadores de um centro de referência da terceira idade e o conhecimento deles acerca de doenças importantes para a saúde pública e sua prevenção, o que trará informações sobre aspectos relacionados a saúde desse grupo que muitas vezes são negligenciadas nos serviços. De posse das informações coletadas, espera-se ainda chamar a atenção de profissionais de saúde para a realidade do indivíduo idoso e contribuir para uma melhor atenção dispensada a esse público, que muitas vezes é tratado com descaso e descuido por parte dos profissionais de saúde, visto que requererem uma semiologia minuciosa e cuidados primordiais mais específicos. É de importante fator considerar a medicina preventiva, através da orientação, o caminho para evitar a contaminação e a perpetuação das IST.
 
A iniciação científica serve como um instrumento de apoio teórico e metodológico à formação pessoal e acadêmica, colaborando com a formação de uma nova mentalidade no aluno, e de um futuro profissional mais crítico, reflexivo e qualificado; reforçando a missão da Universidade de Rio Verde de oferecer a integração entre Ensino, Pesquisa e Extensão para formar o cidadão com postura ética, humanística e científica. 
 

NOSSOS CAMPUS
Campus Rio Verde
Fazenda Fontes do Saber,
Caixa Postal 104
Cep: 75901-970 - Rio Verde - Goiás Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Aparecida
Avenida das Palmeiras, chácaras 26 E 27,
Jardim dos Buritis
CEP: 74923-590
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h

Campus Caiapônia
Av. Ministro João Alberto, 310,
Nova Caiapônia, CEP: 75.850-000
Caiapônia - Goiás
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Goianésia
Rua 12, nº 288, Setor Sul, Prédio Sec. Mun. de Educação, 2º andar
Goianésia - Goiás
Cep: 76.380-000
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h