Fone:+(55) 64 3611 2200

Gente que faz a UniRV: a tagarela e estudiosa acadêmica de Fisioterapia

Publicado em: 22-06-2022
Compartilhar

 
No primeiro semestre de 2018, Cíntia Eduarda Gonçalves deixava a vida junto da família em Quirinópolis e dava início a sua vida acadêmica na Faculdade de Fisioterapia. Na bagagem, ainda continha uma ponta de insegurança e o desafio de trilhar o caminho da formação profissional que representa levar esperança as pessoas. “Poderia ter escolhido Fisioterapia em qualquer cidade, mas tinha muita gente falando bem da UniRV e quando entrei aqui, gostei mais ainda e não tenho dúvida nenhuma que escolhi o curso certo na Universidade certa,”

Com 22 anos de idade, Cintia gosta de viajar, de ler livros, ir ao cinema e tem uma paixão por seus dois animais de estimação, os gatos: Téo e Romeu, que moram com a mãe na sua cidade natal. Com um gosto aprimorado por filmes de ficção, um dos passatempos da futura fisioterapeuta é assistir Game of Thrones lendo junto a saga literária que inspirou o sucesso.

O passeio de fim de semana tem destino marcado na companhia do namorado Daniel, curtindo as atividades rotineiras da fazenda. O gosto por fazer amizades e a característica tagarela, faz da passagem de Cíntia pela Faculdade, uma caminhada de muitos amigos e alguns companheiros que se tornaram “pau para toda obra” durante as atividades da Liga de Fisioterapia, da qual faz parte.

Se na "casa da mãe Joana" vale tudo e todo mundo pode entrar e mandar, a casa da Dona Joana, mãe de Cíntia, é o lugar preferido da estudante e a tradicional Chica Doida, prato típico criado em Quirinópolis, é um dos mimos preparados para agradar a filha durante as visitas de feriado ou férias escolares.

Faltando um semestre para finalizar os estudos e dar o pontapé inicial a carreira de fisioterapeuta, a acadêmica já criou um vínculo com os professores e acredita que em qualquer lugar que a pessoa esteja, tem que dar o melhor de si. “Devemos dar o melhor de nós em tudo que fazemos, mesmo que as vezes o seu melhor não seja o melhor que todo mundo espera, mas acredito que se eu der o meu melhor, no final fará diferença no mundo,” argumentou.

Com o pensamento de que tudo que é bom da trabalho, a Quirinipolina também adora adoçar a vida com chocolates e doces e vive a ansiedade de conciliar TCC, estágios, namoro e tempo para a família e os amigos. Sem contar, o precioso tempo para ouvir as histórias e receber os dengos da vovó Edicionina, que faz de seus 89 anos, um exemplo de superação, força e sabedoria para todos.

A vida de Cíntia em sua “segunda casa”, se dedicando aos estudos e se preparando para exercer a profissão, ainda recebe o grande incentivo do pai, Marcos e da irmã caçula, Beatriz, carinhosamente chamada de Bia, que juntos representam a fortaleza e a dose de ânimo diário para enfrentar os desafios. Cíntia é gente que faz a UniRV.

+ Notícias

#

Reitor recebe servidores matriculados no Mestrado Profissional em Gestão e Negócios

  Nesta sexta-feira, 01 de julho, o Reitor da Universidade de Rio Verde – UniRV, professor Alberto Barella Netto se reuniu com os servidores matriculados no P...

#

Docente da Faculdade de Direito publica capítulo de Livro da Enfam

    O professor da Faculdade de Direito, Ricardo Luiz Nicoli, em coautoria com o juiz Lucas Cavalcanti da Silva, do Tribunal de Justiça do Paraná...

#

Docente da UniRV defende tese de doutorado

O professor, Tiago Domingues da Faculdade de Medicina campus Aparecida da Universidade de Rio Verde – UniRV, defendeu nesta quarta-feira, 29, a tese de doutorado do...

#

Gente que faz a UniRV: a alegria contagiante do corintiano Pereirinha

  Corintiano roxo e ex-atleta profissional de futebol, Júlio do Carmo Lino Lemos, o famoso Pereirinha é a alegria contagiante do Laboratório de...

#

Dia 28 de junho: UniRV diz não ao preconceito e acolhe a diversidade

  Dia 28 de junho é dedicado a celebração da comunidade LGBTQI+, um movimento político e social de inclusão de pessoas de diversa...